OPERAÇÃO FALSO POSITIVO INVESTIGA ESQUEMA CRIMINOSO DE ESTUDANTES DE MEDICINA, EM CAMPOS

Written by on 27 de maio de 2022

A POLÍCIA FEDERAL DEFLAGROU A OPERAÇÃO FALSO POSITIVO NA MANHÃ DESSA QUINTA-FEIRA (26). A OPERAÇÃO APURA ESQUEMA CRIMINOSO ENVOLVENDO ESTUDANTES DE MEDICINA, QUE FALSIFICAVAM DOCUMENTOS COM FINS DE SEREM BENEFICIADOS COM BOLSAS INTEGRAIS DE ESTUDOS NA FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS (FMC).

AO LONGO DA INVESTIGAÇÃO, 12 PESSOAS JÁ FORAM INDICIADAS ENTRE ALUNOS E PAIS; DE CAMPOS SÃO CINCO ALUNOS. DENTRE OUTRAS PROVAS, FOI IDENTIFICADO, MEDIANTE QUEBRA DE SIGILO BANCÁRIO, QUE OS INVESTIGADOS MOVIMENTARAM VALORES EXORBITANTES, INCOMPATÍVEIS COM PESSOA QUE SE DISSE DESPROVIDA DE RECURSOS. NINGUÉM FOI PRESO. A FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES (FBPN), MANTENEDORA DA FMC, EMITIU NOTA SOBRE O ASSUNTO.
LEIA MAIS

NA AÇÃO, CERCA DE 70 POLICIAIS FEDERAIS CUMPREM 16 MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO, EXPEDIDOS PELA 2ª VARA FEDERAL DE CAMPOS, NAS CIDADES DE CAMPOS/RJ, LINHARES/ES, ITAPERUNA/RJ, CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM/ES, MIMOSO DO SUL/ES E SÃO FRANCISCO DO ITABAPOANA/RJ.

OS POLICIAIS BUSCAM COLHER ELEMENTOS DE PROVA, ASSIM COMO BENS PASSÍVEIS DE ARRESTO DE INVESTIGADOS QUE FALSIFICARAM DOCUMENTOS E PRESTARAM DECLARAÇÕES FALSAS PARA SE PASSAREM POR PESSOAS DE BAIXA RENDA. IDENTIFICOU-SE, NA INVESTIGAÇÃO, QUE UMA DAS FORMAS DOS ALUNOS SE PASSAREM POR PESSOA DE BAIXA RENDA, ERAM SUAS INSCRIÇÕES NO CADÚNICO DO GOVERNO FEDERAL.

COM ISSO, ALÉM DE RECEBEREM FRAUDULENTAMENTE AS BOLSAS DE ESTUDOS, OS ALUNOS — E, EM ALGUNS CASOS, OS PRÓPRIOS PAIS — RECEBERAM AUXÍLIO EMERGENCIAL, DERIVADO DAS AÇÕES DE ENFRENTAMENTO AOS EFEITOS DA PANDEMIA DE COVID-19. OS INVESTIGADOS, SEGUNDO NOTA DA POLÍCIA FEDERAL, RESPONDERÃO PELOS CRIMES DE ESTELIONATO, FALSIDADE IDEOLÓGICA E ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA, SEM PREJUÍZO DE EVENTUAIS OUTROS CRIMES QUE PODEM SURGIR NO DECORRER DAS INVESTIGAÇÕES.

O DELEGADO TITULAR DA DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL, EM CAMPOS, RESPONSÁVEL PELAS INVESTIGAÇÕES, WESLEY AMATO, EXPLICOU QUE A INVESTIGAÇÃO COMEÇOU EM 2018, QUANDO 50 MATRÍCULAS DA FMC COMEÇARAM A SER INVESTIGADAS. NA FASE DA OPERAÇÃO DESSA QUINTA, A PF BUSCA IDENTIFICAR BENS DOS ENVOLVIDOS. NO TOTAL, NOVE ESTUDANTES DE CAMPOS ESTÃO SENDO INVESTIGADOS. A OPERAÇÃO FOI PARA RECOLHER PROVAS, ATRAVÉS DE DOCUMENTOS, BENS, E ASSIM, PODER PROMOVER ARRESTO, EM FAVOR DA FACULDADE.

“DOS NOVE ALUNOS INVESTIGADOS NA ÉPOCA, INDICIAMOS CINCO. DOIS FORAM EXCLUÍDOS DO INQUÉRITO PORQUE COMPROVAMOS QUE ELES, DE FATO, SE ENQUADRAVAM NOS CRITÉRIOS. OS OUTROS DOIS NÓS AINDA DEPENDÍAMOS DE MATERIALIDADE. MAS, A PARTIR DAS PROVAS RECOLHIDAS HOJE, ACREDITO QUE VAMOS TER ELEMENTOS SUFICIENTES PARA INDICIÁ-LOS TAMBÉM”, RESSALTA O DELEGADO, AINDA EXPLICANDO:

— ALGUNS INVESTIGADOS SÃO EMPRESÁRIOS, OUTROS MÉDICOS. ALGUNS COM MOVIMENTAÇÃO EM CONTAS DE ATÉ R$ 12 MILHÕES.
ALGUNS DESSES ALUNOS JÁ ESTÃO NOS ÚLTIMOS PERÍODOS DA FACULDADE. O DELEGADO DISSE QUE NÃO TEM INFORMAÇÃO SOBRE O PREJUÍZO ACADÊMICO QUE PODERÃO SOFRER.

A FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES (FBPN), MANTENEDORA DA FMC, EMITIU UMA NOTA DE ESCLARECIMENTO NA MANHÃ DESTA QUINTA. O TEXTO É ASSINADO PELO PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO, GERALDO VENÂNCIO, E PELO DIRETOR DA FACULDADE, EDILBERT PELLEGRINI.

“A REFERIDA OPERAÇÃO POLICIAL INTEGRA UM CONJUNTO DE AÇÕES ADOTADAS PELO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL E PELA POLÍCIA FEDERAL QUE VÊM AO ENCONTRO DAS MEDIDAS ADOTADAS INTERNAMENTE PELA FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES NO SENTIDO DE GARANTIR A SERIEDADE E TRANSPARÊNCIA DE TODO O PROCESSO DE CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDO SOCIAL EM FAVOR DOS ALUNOS QUE NECESSITAM DO BENEFÍCIO”, DIZ A FBPN.


Reader's opinions

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.



Current track

Title

Artist