ARRECADAÇÃO DE ROYALTIES DO PETRÓLEO DEVE SUPERAR R$ 118 BI E BATER NOVO RECORDE EM 2022

Written by on 12 de abril de 2022

A DISPARADA DOS PREÇOS INTERNACIONAIS DO PETRÓLEO VAI REFORÇAR OS CAIXAS DOS GOVERNOS NO ANO ELEITORAL. DEPOIS DE BATER RECORDE EM 2021, AVANÇANDO 65% EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR, A ARRECADAÇÃO DE UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS COM ROYALTIES E PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS DA PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NO PAÍS DEVE TERMINAR O ANO COM UM NOVO SALTO DE NADA MENOS DO QUE 58,9%, PARA R$ 118,7 BILHÕES, SEGUNDO PROJEÇÃO DA AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO (ANP).

 

EM JANEIRO, A PREVISÃO ERA DE QUASE R$ 77 BILHÕES NO ANO. A REVISÃO REFLETE A ACELERAÇÃO DA TRAJETÓRIA DE ALTA DO BARRIL NO MERCADO INTERNACIONAL PROVOCADA PELA ECLOSÃO DA GUERRA NA UCRÂNIA NO FIM DE FEVEREIRO E AS SANÇÕES IMPOSTAS À RÚSSIA, QUE É UM DOS MAIORES PRODUTORES DO MUNDO.

 

TAMBÉM INFLUENCIAM A CONTA O DÓLAR AINDA ALTO E A EXPANSÃO DA PRODUÇÃO NOS CAMPOS DE ALTA PRODUTIVIDADE DO PRÉ-SAL NA BACIA DE SANTOS.

 

ESPECIALISTAS ALERTAM PARA O RISCO DE O CALENDÁRIO ELEITORAL IMPEDIR A APLICAÇÃO DESSA “GORDURA EXTRA” EM INVESTIMENTOS DE LONGO PRAZO COMO SAÚDE, SANEAMENTO, EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE, COMO PREVÊ A LEI.

 

 

 

 

 

Fonte: CNN


Reader's opinions

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.



Current track

Title

Artist